fbpx

Zema Cria Auxílio Emergencial De R$39,00 Em MG

O governador do estado de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou na última sexta-feira (11) que o estado pagará um auxílio emergencial. Voltado a pessoas que se encontram na faixa de extrema pobreza, o valor estabelecido é de R$39,00. De acordo com o decreto nº 48.038, publicado no Diário Oficial, a verba é destinada às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico). Com efeito, tratam-se de famílias cuja renda per capita mensal é de até R$ 89. Além de o auxílio ser temporário, conforme explica o decreto, ele depende da “disponibilidade financeira e orçamentária” do Estado.

O valor total do investimento é de R$ 727 milhões, que serão distribuídos em 977 mil famílias, conforme previsto no decreto. Assim sendo, a previsão do governo é que a medida alcance 2,8 milhões de pessoas, correspondente a 13% da população mineira. Sublinha-se o fato de que a previsão inicial é de que o pagamento ocorra em três parcelas, entre outubro e dezembro de 2020. Não obstante, ele poderá ser estendido em caso de prologamento da crise causada pelo Covid 19. Também segundo o decreto, o valor poderá ser modificado em decorrência do caixa do estado.

Valor baixo gera críticas

De acordo com matéria do jornal O Tempo publicada nesta segunda-feira (14), o governo mineiro mostra aprovação e entusiasmo com a medida. Segundo o próprio Zema, o programa do auxílio é “audacioso” e “o maior da história de Minas Gerais”. Contudo, nem todas as reações têm sido positivas, e o valor baixo é um dos fatores mais importantes quanto a isso. O jornal Estado de Minas publicou um levantamento sobre o que seria possível ser comprado, em Minas Gerais, com o valor de R$39,00. Seguiu como parâmetro os preços médios levantados pelo site Mercado Mineiro. O valor cobriria algo em torno de um pacote de arroz, um pacote de feijão e um litro de óleo, de acordo com o levantamento do jornal.

Nas redes sociais, foram publicadas diversas críticas. A deputada federal Áurea Carolina (PSOL/MG) mostrou perplexidade na sua conta no Twitter. “Repito, 39 reais. Não dá para comprar nem um saco de arroz”disse, aludindo ao baixo valor e ao recente aumento do produto no Brasil. O professor e pesquisador Dawison Belém Lopes (UFMG) disse em seu Twitter: “Não é piada. Eu não brincaria com esse assunto. Na verdade, eu fico é constrangido com o governador do meu estado”, sobre o valor de R$ 39,00. Também no seu Twitter, o economista Gabriel Brasil mostrou surpresa: “Minas Gerais tem dificuldades fiscais enormes. No entanto, enquanto Romeu Zema dá um auxílio de 39 (!) reais para pessoas em extrema pobreza, precisamos lembrar que ele propôs reajuste de 41% pra a PM em março. Gestão segue constrangedora”, disse.

Folha Sudoeste


Leia Este

Auxílio Brasil Programa Social

Auxílio Brasil: Veja o Novo Bolsa Família e Quem Tem Direito

O Novo Auxílio Brasil promete contemplar mais famílias e ampliar o valor médio concedido por mês. A …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *