fbpx
Auxílio Brasil: Veja o que irá oferecer e como se cadastrar

Governo Federal segue debatendo novo valor médio para o Bolsa Família

Se tinha o informativo que até o mês de outubro de 2021, com o fim do auxílio emergencial, que cujo fora prorrogado por mais três meses, se teria a implementação do novo Bolsa Família. Todavia, algo fez com que o novo Bolsa Família tomasse novos rumos.

Com uma notícia divulgada com certo teor de urgência, se teve a informação de que o Governo Federal quer lançar o novo Bolsa Família até o dia 18 (dezoito) do mês de julho. Mas não se engane que dia 18, já esteja funcionando o novo Bolsa Família, neste dia em questão é quando o Governo quer enviar a proposta de tal para que seja aprovada.

Governo Federal tem até próximo 18 de julho para definir os novos valores

Sem muitos detalhes, foi isso que o Governo Federal nos mostrou a respeito do novo Bolsa Família. Contudo nos arredores do Palácio do Planalto se tem a ideia de que tal informação seria divulgada de prazo de no máximo até o próximo dia 18 do mês de julho, tal data que se tem o provável recesso do Congresso Nacional.

Se tem como o objetivo muito claro nesse momento: Entregar esse projeto até que o Congresso entre oficialmente de férias. Se tem o indicativo que o Governo Federal está em uma batalha contra o tempo para a apresentação do novo Bolsa Família, porém já se tem a compreensão que não será aprovado de forma rápida tal pedido.

Texto do programa ainda nem está pronto

O texto do programa não está pronto ainda, tal informação essa que se tem segundo as pessoas que estão dentro do Palácio do Planalto. Segundo essas fontes, se tem ainda o pensamento de que se falta uma série de temas, para fechar por completo a ideia do novo Bolsa Família.

Jair Messias Bolsonaro defende fortemente que o valor deve ser na média dos R$ 300, fontes que de acordo com o Ministério da Cidadania é que o repasse do Bolsa Família atual, atinge a média de R$ 190 e para cerca de 14 milhões de brasileiros. Bolsonaro defende que tudo isso começaria a valer a partir do último trimestre do ano de 2021.

Por outras vias, os membros do Ministério da Economia, tem a convicção de que esse valor não seria o ideal. Se tem o pensamento de que se deve ser pago um valor muito aquém do que é proposto por Bolsonaro. O medo deles é que se quebre o valor do teto constitucional de gastos públicos que se tem a partir do próximo ano.

Decisão irá passar pelo Presidente da Câmara

Se tem várias críticas por parte de membros da Câmara, à respeito dessa demora do Congresso em levar a julgamento o projeto do novo Bolsa Família. Quem critica fortemente tal demora, é o próprio Presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL): “Não podemos deixar para analisar isso em outubro” afirma o parlamentar.

Ele que será um dos parlamentares que aprovara ou não, o novo Bolsa Família. Vale ressaltar que a poucos meses o Governo Federal prorrogou o auxílio emergencial, onde teria seus vencimentos no mês de julho, passados para o mês de outubro.

Tal prorrogação afetou e muito o novo Bolsa Família, pois conforme afirmara o Governo, um programa só entra em vigor, quando o outro sair! Esse é o pensamento que se tem até agora por todos os membros do Congresso.

Muitas famílias aguardam a chegada no novo Bolsa Família, pois de acordo com o Ministério da Cidadania, uma média de dois milhões de cidadãos brasileiros estão em uma fila de espera do programa em questão.

Folha Sudoeste


Leia Este

Via Rápida Cursos Abertos

Cursos e Empregos Do Via Rápida Com Bolsa Auxílio

O programa Via Rápida 2021 foi criado pelo governo de São Paulo dentro de um …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *