fbpx
Auxílio Brasil: Veja o que irá oferecer e como se cadastrar

Auxílio Brasil: Veja o que irá oferecer e como se cadastrar

Novo Auxílio Brasil promete contemplar mais famílias e ampliar o valor médio concedido por mês. A previsão deste programa social que inclusive irá substituir o Bolsa Família, é que seja lançado em novembro, após o fim dos pagamentos do Auxílio Emergencial.

O programa pretende contemplar um número maior de famílias e ampliando o valor médio que hoje é pago no Bolsa Família. O Auxílio Brasil é a grande aposta do Presidente Jair Bolsonaro, que deseja melhor o projeto de transferência de renda e tirar o foco do antigo Bolsa Família, criado durante a gestão do ex-presidente Lula.

Veja para quem será pago o Auxílio Brasil

A princípio, o Auxílio Brasil irá atender três camadas básicas: Primeira infância, que será pago à famílias que tenham crianças entre 0 e 36 meses incompletos. O benefício de composição familiar, que será direcionado à jovens entre 18 a 21 anos, com o incentivo de os manter estudando e que terminem pelo menos o ensino médio. Por fim e a maior proteção do Auxílio Brasil, será no Benefício de Extrema Pobreza, concedido às famílias que não superaram a extrema pobreza.

Lembrando que os abonos serão disponibilizados apenas para os grupos familiares que comprovem a necessidade financeira urgente. O Governo Federal também estuda oferecer um Auxílio Esporte Escolar para estudantes entre 12 a 17 anos de idade, além do Auxílio Criança Cidadã, pagos para crianças de 0 a 48 meses incompletos.

Governo pretende aumentar a renda mensal per camita familiar

Para poder ampliar o número de beneficiários, o Governo pretende aumentar a renda familiar per capita, que determina a faixa de extrema pobreza. A intenção é passar da faixa atual que está em R$ 89 para R$ 100. O atual Bolsa Família atende a 14 milhões de famílias e com o Auxílio Brasil, o Governo pretende atender 16 milhões.

Segundo o Ministério da Cidadania, a forma programada para a inclusão no Auxílio Brasil irá continuar sendo a mesma do Bolsa Família. Os demais, vão ser adicionados conforme a consulta prévia no Cadastro Único (CadÚnico).

Como atualizar os dados no CadÚnico?

A regularização do cadastro no CadÚnico, deverá ser realizada em algum Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próxima da localização do beneficiário. Se o documento não for atualizado em até quatro anos, a família responsável pode perder o cadastro no sistema do Governo Federal e perder o benefício, além de ser excluído dos beneficiários do Auxílio Brasil.

Algumas capitais do Brasil como São Paulo já têm pontos de atendimento exclusivos para o CadÚnico, que pode ser atualizado pelo Descomplica SP, Portal 156 e Telefone 156. O Novo Auxílio Brasil é visto como a última cartada de Bolsonaro, em meio à uma gestão muito turbulenta, com negacionismo contra a pandemia, aumento recorde de inflação, desvalorização da moeda e aumento dos preços principalmente dos alimentos.

Em uma declaração recente, Bolsonaro comentou que desejaria aumentar o Auxílio Brasil em 50%. Caso isso acontece, o novo benefício social seria de até R$ 400, valor que ainda é baixo, comparado a perca do poder de compra dos brasileiros desde o início da pandemia.

Folha Sudoeste


Leia Este

Grife De Luxo Christian Dior

Coleções De Luxo Da Grife Christinan Dior

O criador da Christian Dior S.A, chamado Christian Dior (Nascido em 1905 e falecido em …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *