fbpx

Eleições 2020 no RS deve ter 4 mil urnas a menos

Todas as urnas eletrônicas serão enviadas desde São Paulo. A convocação dos mesários devem acontecer até 16 de setembro. O fato que mais chama a atenção é a diminuição de urnas nesse ano eleitoral.

O Rio Grande do Sul é um dos estados que irá passar por uma diminuição nas urnas para as Eleições Municipais de 2020. Outra informação que também já sem certeza, são de que 4 mil urnas serão enviadas desde São Paulo aos gaúchos.

Quem confirmou algumas dessas informações foi a juíza Rossana Gelain. “São Paulo tem as urnas mais antigas do Brasil. Diversos tribunais espalhados pelo país mandaram essas urnas por que já se encontram em estado de precariedade. Mas vemos que muitas poderão ser reaproveitadas para as próximas Eleições Municipais”, complementou.

Convocação dos mesários

Os mesários poderão conferir através do site do TRE-RS (www.tre-rs.jus.br/eleitor/portal-do-mesario/portal-dos-mesarios_tre-rs) se estão ou na lista de convocação para trabalhar como mesários ou para fazer os Treinamentos e informações. Basta que acessem a opção “Serviços Judiciais” que aparece na parte direita superior e logo após, vá até a barra “Diário da Justiça Eletrônica”.

Os selecionados podem receber as informações do dia em que irão trabalhar como mesários, através do WhatsApp ou no seu E-mail. Todas estas e mais informações estão disponíveis no site, através da aba “Portal do Mesário”.

Para quem ainda não participou de uma Eleição, os mesários tem um Treinamento que explicam de que maneira eles vão ter de se comportar no dia. E quem for grupo de Risco do Coronavírus ou então tem algum outro pedido, como já não residir mais na mesma cidade, poderá sim pedir a dispensa por e-mail, enviando todos os documentos que justifiquem.

Medidas de contenção ao COVID-19 são alertadas

Cada sessão em média no Rio Grande do Sul tem uma média de 400 eleitores por região. Em alguns casos o número poderá chegar a até 500 eleitores. O estado também é o Primeiro colocado no número de pessoas idosas no país, por isso a redução de votantes é totalmente normal, muito por conta da idade avançada.

Desembargadores do TRE-RS dizem que o número em si não preocupa. “Acreditamos que o número está instável, não vai ultrapassar nem se reduzir”, disse André Villarinho.

Apesar de tentarem amenizar as coisas, os comentários dentro da Justiça Federal são sim um pouco pessimistas. Porém segundo o próprio Villarinho, o mais importante é garantir que tenhamos votação limpa, transparente e sem problemas maiores. O maior destaque fica para o uso da biometria, descartada por motivos de segurança.

Eleições adiadas por conta da pandemia e por que a decisão de não usar a Biometria

Por hora, as Eleições no Rio Grande do Sul irão acontecer em Novembro. Ainda não se sabe como será a situação até lá e se o pico de contágio por conta da COVID-19 irá se neutralizar, porém é o que todos dentro da Justiça Eleitoral esperam. A disposição segue sendo em respeitar os mandatos atuais, fazendo com que as eleições ocorram ainda em 2020, porém não se sabe ao exato se isso poderá mudar mais adiante.

O Rio Grande do Sul tem um dos invernos mais acentuados do país e quanto mais distante se estiver do pico da doença, com mais tranquilidade poderá ser feita as Campanhas Eleitorais e também o período de votação, além de toda a organização necessária dentro das seções eleitorais. Além da saúde dos eleitores, sabemos o quão importante é preservar a saúde também dos mesários e todos que irão trabalhar nesse período.

Outro ponto que foi destacado, é a decisão de não usar a biometria nestas Eleições. Segundo as informações, a medida foi tomada para preservar a segurança de todos os envolvidos na Eleição. Infelizmente será preciso abrir mão da biometria para garantir a realização das Eleições. O mais correto em se afirmar agora, é que os Gaúchos vem com bons olhos as Eleições Municipais, ainda mais depois da diminuição do número de casos pela COVID-19.

Idosos provavelmente serão atendidos em horários diferentes nas Eleições, por conta de pertencerem ao Grupo de Risco. Mesmo que a situação vá se tranquilizando, ainda estamos em um período que é preciso ter bastante cuidado, portanto o Governo do Estado do Rio Grande do Sul sancionou a medida juntamente ao Serviço Eleitoral.

Hoje o Rio Grande do Sul tem 28 mil seções eleitorais. Com a então devolução das urnas, teremos um número reduzido para 4 mil urnas. Por conta disso teremos um número bem menor de mesários também, sendo que a média de eleitores por seção também irá diminuir por conta disso.

Até o momento também se admite que as Campanhas Eleitorais sejam virtuais, utilizando-se das redes sociais.

Folha Sudoeste


Leia Este

Etec Cursos Gratuitos Governo SP

Inscrição Cursos Gratuitos Etec Em São Paulo 2022

Cursos Técnicos Gratuitos Etec em São Paulo Você por acaso já conhece os cursos da …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *