fbpx
Aposentadoria do MEI: Saiba como chegar até o teto do INSS

79% das empresas que foram abertas no primeiro trimestre são da categoria MEI

Uma pesquisa do último mês mostrou que 79% das empresas que foram abertas no país durante o primeiro trimestre correspondem à categoria Microempreendedor Individual (MEI). A pesquisa ainda mostrou que aconteceu um recorde nunca antes visto em relação às empresas de porte micro, pequenas e grandes empresas durante o mês de março, chegando a mais de 80 mil CNPJs.

Do total de 1.022.789 milhões de empresas que foram abertas no período, ao menos 79% correspondem às que são de Microempreendedores Individuais. Os outros 21% correspondem ao setor de empresas, indústrias e agronegócios, setores que conseguiram se recuperar com mais facilidade desde o início da pandemia.

O mês de março foi muito positivo para adicionar o saldo do número de empresas abertas, crescendo 3,6% em relação à comparação do mês de fevereiro. Na comparação com o mesmo trimestre em 2021, houve uma queda de 4,8% em relação ao número de empresas, sendo que em comparação ao primeiro trimestre de 2020, o crescimento foi significativo, chegando em 19%.

Crescimento da categoria MEI é um motivo de comemoração?

A divulgação dos números já pode ser vista como um fator muito positivo por muitos, mostrando a retomada da economia em um momento onde praticamente todos os setores estão lutando para se recuperar de uma pandemia que foi muito dura para todos os empresários, além de mostrar todo o potencial que pode ser obtido a partir do trabalho dos pequenos empreendedores, em muitas situações não sendo tão valorizados como deveriam.

Nos últimos anos, através de um comparativo do número de novas empresas abertas em todos os estados, o estado de São Paulo é o que figura na primeira posição da lista ao longo dos últimos 10 anos. Ao lado do Sudeste, o Sul segue compartilhando a liderança em relação ao número de empresas abertas da última década.

Estados que mais contribuíram para a abertura de empresas

Ao longo do primeiro trimestre de 2022, com sobras o estado de São Paulo foi o principal responsável pela abertura de 300 mil novas empresas, acompanhado de Minas Gerais com 107 mil, Rio de Janeiro com 86 mil, Paraná com 69 mil e o Rio Grande do Sul fechou a lista, com 59 mil novas organizações empresariais.

De todos os setores, os que mais contribuíram para a geração de atividades do MEI, figura na primeira posição e com sobra, o setor de serviços, que representa 60%. A sua liderança é obtida com uma larga folga para o setor de comércio, que aparece com 31,2%, indústria com 7% e outros com até 1,3%. Também é preciso destacar que houve uma significativa melhor dos setores do turismo, eventos e engenharia, com resultados bem melhores ao longo de 2022 do que no último ano.

Vale ressaltar, que assim como ocorre dentro do regime CLT, o MEI garante uma série de benefícios ao se formalizar dentro do mercado de trabalho. Além do direito a receber a aposentadoria, este trabalhador também garante o direito à auxílio-doença, salário maternidade e outros direitos previstos no INSS.

Siga acompanhando nossos artigos e tenha todas as informações sobre a categoria MEI.

Folha Sudoeste


Leia Este

Vale-Alimentação de R$ 900 é confirmado: Saiba se pode receber

Vale-Alimentação de R$ 900 é confirmado: Saiba se pode receber

Os servidores que trabalham sob o regime CLT recebem benefícios que são fundamentais para a …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *