fbpx
Entenda o que é a Lei da Oferta e da Demanda

Entenda o que é a Lei da Oferta e da Demanda

Você já ouviu falar que um determinado produto está fora de estoque no mercado? Você reparou que alguns produtos durante a pandemia, aumentaram seus preços de forma exagerada? Tudo isso pode ser explicado através da Lei da oferta e demanda. E é sobre isso que iremos falar no artigo de hoje.

Continue a leitura com a gente para entender melhor sobre este assunto.

O que é a Lei da oferta e demanda?

A Lei da oferta e demanda, também conhecida como Lei da Oferta e Procura, é uma lei da economia clássica, desenvolvida por Adam Smith. Seu objetivo é tentar explicar como um mercado funciona de fato: o que determina o preço e a quantidade de um produto no mercado.

Segundo Adam Smith: “O preço de mercado de uma determinada mercadoria é estabelecido pela proporção entre a quantidade realmente colocada no mercado (oferta) e a demanda daqueles que estão dispostos a pagar o preço natural da mercadoria.

Ou seja, digamos que, o valor total da renda da terra, trabalho e o lucro que deve ser pago para trazê-lo ao mercado.”
Ainda não conseguiu entender? Vamos explicar mais detalhadamente abaixo.

Saiba diferenciar o que é oferta e o que é demanda

Em primeiro lugar, precisamos entender o que significa falar sobre mercado. Em essência, mercado é o nome de um grupo de compradores e vendedores de um determinado bem ou serviço.

Portanto, o termo oferta se refere a quanto os vendedores querem e estão dispostos a vender um produto. Então, a oferta é determinada pelos vendedores e é influenciada por insumos, tecnologias, custos de produção, etc.

A demanda, por outro lado, refere-se a quanto os consumidores desejam e estão dispostos a comprar um determinado bem. Ou seja, a demanda é determinada pelos consumidores. É influenciada pela renda dos cidadãos de modo geral, preços, produtos semelhantes, substitutos, entre muitos outros exemplos.

Equilíbrio entre oferta e demanda

Quando pensamos sobre a economia, o equilíbrio do mercado é alcançado apenas quando a quantidade demandada é igual à quantidade ofertada. Nessa ideia de mercado perfeito, não há mercadorias sobrando ou faltando, o que obviamente não acontece no mundo real.

Pode-se dizer então que, uma situação assim não se baseia em um equilíbrio de longo prazo. Isso ocorre porque, normalmente, as empresas não detêm todas as informações necessárias sobre as condições em que o mercado se encontra.

Além disso, os consumidores possuem preferências que podem ser voláteis com o tempo. E tudo isso gera uma grande incerteza. Portanto, em um período mais longo, espera-se que ocorra um reajuste do mercado como um todo. Mas, durante este trajeto, é bem provável que muitas empresas não vinguem e que muitos consumidores mudem suas preferências de compra de tempos em tempos.

É muito importante reforçar que os preços de mercado são informações de grande valia para a alocação de capital por parte de empreendedores e consumidores. Os preços informam aos produtores sobre os desejos dos consumidores e qual a melhor saída na fabricação de um produto ou na prestação de um serviço.

Conclusão

Para finalizar, com o artigo de hoje podemos concluir que, respeitar a Lei da oferta e demanda é muito importante para se manter uma economia saudável.

Além disso, o excesso de intervenções econômicas mais pode prejudicar do que ajudar durante esse processo a longo prazo.

Entendeu melhor o que é e como funciona a Lei da oferta e demanda? Se restou alguma dúvida, conte para a gente aqui nos comentários. Será um prazer ajudar você. Até breve!

Folha Sudoeste


Leia Este

Entenda a lei que cria medidas de proteção para entregadores de apps na pandemia

Entenda a lei que cria medidas de proteção para entregadores de apps na pandemia

O projeto foi apresentado em abril de 2020 e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, para …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *