fbpx
Vacina Chinesa Contra Covid-19

INÍCIO DO FIM – 1º LOTE DA VACINA CONTRA A COVID-19 É PRODUZIDA

Será que, finalmente, chegamos ao início do fim na batalha contra o Coronavírus?

A Rússia anunciou, neste mês de agosto/2020, que o país produziu o primeiro lote da vacina contra o novo coronavírus, o anúncio aconteceu no dia 15 de agosto, pelo Ministério da Saúde da Rússia em um comunicado, citado pelas agências de notícias do país: “O primeiro lote da nova vacina contra a Covid-19 foi produzido no Centro de Pesquisas Gamaleya”, disseram eles.

O próprio País e o Mundo recebem a notícia com certas dúvidas, pois ainda não se sabe exatamente a eficácia da vacina, uma vez que os teste ainda não terminaram.

Cientistas de outros países também se mostraram incrédulos diante do anúncio. Alguns afirmaram que a vacina foi desenvolvida de maneira precipitada e pode ser prejudicial à saúde, pois a fase final dos testes (na qual a eficácia é comprovada com milhares de voluntários) começou esta semana.

Produção em Massa

O fundo soberano russo afirmou que a produção industrial começará em setembro deste ano, e que 20 países já encomendaram mais de um bilhão de doses. O instituto Gamaleya (Centro de Pesquisas Gamaleya, onde a vacina foi produzida) foi acusado de não respeitar os protocolos de segurança, a fim de acelerar o processo de fabricação e comercialização da vacina.

Até o presente momento, a Rússia não divulgou um estudo detalhado que permita verificar de maneira independente seus resultados.

A Rússia é o quarto país do mundo mais afetado pela pandemia, com mais de 917 mil casos oficiais de Covid-19 registrados, mas ainda está atrás dos Estados Unidos, Brasil e Índia. O novo coronavírus matou mais de 760 mil pessoas em todo o planeta e mais de 21,2 milhões foram infectadas.

Diante do cenário atual, com um vírus que não regride, a única esperança é uma vacina eficaz. O governo dos Estados Unidos disse que investiu mais de 10 bilhões de dólares em seis projetos de vacinas e assinou contratos que prometem entregar mais de centenas de milhões de doses em caso de sucesso no testes finais, e também prometeu vacinar os americanos de maneira gratuita.

Aqui no Brasil, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, confirmou a finalização do desenvolvimento da vacina contra o Covid-19 e disse que poderá acontecer em outubro. Neste mês também está prevista a chegada de 45 milhões de doses da vacina chinesa. Todas essas condições dependem da conclusão da fase de testes e o processo de aprovação dos imunizantes junto da Anvisa.

O processo de produção de vacinas é composto por quatro fases:

  • Produção do concentrado vacinal;
  • Formulação da vacina;
  • Processamento final;
  • Controle de qualidade do produto;
  • Análise do processo produtivo.

O processo de produção de uma vacina é extremamente complexo e passa por diversas etapas, que podem durar meses ou até anos. As pesquisas, no entanto, levam mais de 10 anos para serem finalizadas com sucesso.

O Brasil é referência mundial em vacinação e autossuficiente na produção de imunobiológicos, fabricados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, e pelo Instituto Butantan, em São Paulo. No geral, são mais de 36 mil salas de vacinação espalhadas por todo o país, onde são aplicadas 300 milhões de doses por ano. O país ainda as exporta para mais de 70 nações, segundo Instituto Butantã.

 

Folha Sudoeste


Leia Este

Tempo de Aprender Curso De Alfabetização

Tempo De Aprender Cursos Para Desenvolvimento Da Educação

Programa Tempo De Aprender Cursos Para Desenvolvimento Da Educação disponibilizado pelo MEC de forma gratuita …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *