fbpx
Vacina Chinesa Contra Covid-19

INÍCIO DO FIM – 1º LOTE DA VACINA CONTRA A COVID-19 É PRODUZIDA

Será que, finalmente, chegamos ao início do fim na batalha contra o Coronavírus?

A Rússia anunciou, neste mês de agosto/2020, que o país produziu o primeiro lote da vacina contra o novo coronavírus, o anúncio aconteceu no dia 15 de agosto, pelo Ministério da Saúde da Rússia em um comunicado, citado pelas agências de notícias do país: “O primeiro lote da nova vacina contra a Covid-19 foi produzido no Centro de Pesquisas Gamaleya”, disseram eles.

O próprio País e o Mundo recebem a notícia com certas dúvidas, pois ainda não se sabe exatamente a eficácia da vacina, uma vez que os teste ainda não terminaram.

Cientistas de outros países também se mostraram incrédulos diante do anúncio. Alguns afirmaram que a vacina foi desenvolvida de maneira precipitada e pode ser prejudicial à saúde, pois a fase final dos testes (na qual a eficácia é comprovada com milhares de voluntários) começou esta semana.

Produção em Massa

O fundo soberano russo afirmou que a produção industrial começará em setembro deste ano, e que 20 países já encomendaram mais de um bilhão de doses. O instituto Gamaleya (Centro de Pesquisas Gamaleya, onde a vacina foi produzida) foi acusado de não respeitar os protocolos de segurança, a fim de acelerar o processo de fabricação e comercialização da vacina.

Até o presente momento, a Rússia não divulgou um estudo detalhado que permita verificar de maneira independente seus resultados.

A Rússia é o quarto país do mundo mais afetado pela pandemia, com mais de 917 mil casos oficiais de Covid-19 registrados, mas ainda está atrás dos Estados Unidos, Brasil e Índia. O novo coronavírus matou mais de 760 mil pessoas em todo o planeta e mais de 21,2 milhões foram infectadas.

Diante do cenário atual, com um vírus que não regride, a única esperança é uma vacina eficaz. O governo dos Estados Unidos disse que investiu mais de 10 bilhões de dólares em seis projetos de vacinas e assinou contratos que prometem entregar mais de centenas de milhões de doses em caso de sucesso no testes finais, e também prometeu vacinar os americanos de maneira gratuita.

Aqui no Brasil, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, confirmou a finalização do desenvolvimento da vacina contra o Covid-19 e disse que poderá acontecer em outubro. Neste mês também está prevista a chegada de 45 milhões de doses da vacina chinesa. Todas essas condições dependem da conclusão da fase de testes e o processo de aprovação dos imunizantes junto da Anvisa.

O processo de produção de vacinas é composto por quatro fases:

  • Produção do concentrado vacinal;
  • Formulação da vacina;
  • Processamento final;
  • Controle de qualidade do produto;
  • Análise do processo produtivo.

O processo de produção de uma vacina é extremamente complexo e passa por diversas etapas, que podem durar meses ou até anos. As pesquisas, no entanto, levam mais de 10 anos para serem finalizadas com sucesso.

O Brasil é referência mundial em vacinação e autossuficiente na produção de imunobiológicos, fabricados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, e pelo Instituto Butantan, em São Paulo. No geral, são mais de 36 mil salas de vacinação espalhadas por todo o país, onde são aplicadas 300 milhões de doses por ano. O país ainda as exporta para mais de 70 nações, segundo Instituto Butantã.

 

Folha Sudoeste


Leia Este

Auxílio Brasil Programa Social

Auxílio Brasil: Veja o Novo Bolsa Família e Quem Tem Direito

O Novo Auxílio Brasil promete contemplar mais famílias e ampliar o valor médio concedido por mês. A …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *