fbpx
Banco Central PIX Bancário

PIX Como Funciona o Sistema De Pagamentos Do Banco Central

O sistema que foi programado e anunciado pelo BACEN começara a valer em 16/Novembro/2020. O sistema é brasileiro, buscando trazer a inovação de sistemas de pagamentos instantâneos. Os testes já foram feitos desde o começo do ano, onde a plataforma vai ficar bem diferente dos modelos tradicionais.

O que é o sistema PIX?

O PIX vai funcionar 24 horas por dia, sendo uma nova versão aos populares TEDS e docs. Além dos bancos, também será possível fazer as movimentações através dos aplicativos. O que hoje é dependente da rede de pagamentos, agora irá mudar. Entre alguns dos principais bancos, NEON, Nubank e Banco Inter já aderiram ao PIX.

Como será o cadastro e o seu funcionamento?

De acordo com o repassado pelo Banco Central, não vai ser necessário instalar um aplicativo adicional para usar o PIX. Todos os Bancos e Instituições financeiras de pagamentos que aderirem ao PIX, irão apresentar o modelo em disposição aos usuários quando os mesmos forem realizar as transferências e outras movimentações.

Em versão aos já existentes DOC e TED, não é necessário informar um número de conta e a Agência para o início da movimentação. Você recebe uma chave que serve como um CPF, CNPJ ou também o seu endereço de e-mail. O usuário pode receber o dinheiro por aproximação ou no QR Code.

Se você tiver conta em aplicativos financeiros como Bancos, aplicativos de pagamento, corretoras, exchanges de criptomoedas e outras fintechs irão disponibilizar a versão para cadastro no site.

Preço do PIX

O PIX deverá ser muito mais barato do que fazer DOCS ou TEDS nas Instituições financeiras. No momento as Instituições financeiras costumam cobrar  de seis a sete centavos por transação. Já o PIX pretende baixar para apenas 1 centavo. Preços podem variar se você agendar os pagamentos para outros horários.

O Banco Central irá dar liberdade para que as Instituições financeiras definam um preço e custo repassado aos seus clientes que utilizarem o PIX. O BC irá monitorar todas as transações e os clientes podem reclamar se acharem que alguma cobrança indevida foi feita.

Veja no site da Instituição mais assunto e vídeo: www.bcb.gov.br/estabilidadefinanceira/pagamentosinstantaneos.

Novidades do PIX condizem com o mercado atualmente?

Toda a estrutura do PIX condiz com o sistema moderno de pagamentos, mas que irá funcionar independente do horário de pagamento, seja em período comercial ou não. Mas por esse motivo, será possível enviar dinheiro em qualquer horário, sabendo que o dinheiro irá cair na conta do beneficiário na mesma conta.

A função é nativa do serviço, porém cada Instituição terá a liberdade para oferecer os seus próprios serviços. A ferramenta irá contar com um QR CODE com mais de uma opção, que também será mais barato. Mais competição ao cliente que prezará por uma boa qualidade de serviço.

A Rede do PIX promete ser muito segura, mesmo que custe mais barato. Tudo integrado dentro do aplicativo da sua Instituição, o que representa bastante mobilidade.

Diferenças do PIX para as TEDS e DOCS

A TED é a operação mais comum por que consegue transferir o dinheiro dentro do mesmo dia e também não há restrições de movimentações por dia. Já o DOC apenas será aceito no dia seguinte, podendo enviar pagamentos de até R$ 4.999,00.

E talvez a maior vantagem do PIX será a possibilidade de em apenas alguns segundos realizar o pagamento. A questão da segurança é que nós vamos ficar atentos logo após o lançamento em novembro, onde o pagador e o recebedor irão receber os avisos após a conclusão.

Folha Sudoeste


Leia Este

Governo propõe implementar a Identificação Civil Nacional por meio de aplicativo

Governo propõe implementar a Identificação Civil Nacional por meio de aplicativo

O Governo Federal encaminhou um projeto de lei ao Congresso que buscará viabilizar recursos para acelerar …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *