fbpx
PIX Saque e PIX Troco: veja onde é possível utilizar

Pix deve se tornar o meio de pagamentos mais popular do Brasil em até 10 anos

O sistema de pagamentos do Banco Central Pix, celebrou em novembro de 2021 o seu primeiro ano de existência, recebendo uma grande adesão mesmo com as suas falhas de segurança. Mesmo com o surgimento de alguns esquemas como o “Golpe do Pix”, nada disso impediu um enorme crescimento do sistema de pagamentos instantâneos que parece estar derrubando por terra o espaço da TED e DOC.

Ao que tudo indica, o método de pagamentos digital vai continuar crescendo nos próximos 10 anos, se preparando para se tornar o meio de pagamentos mais popular entre os brasileiros. Em um levantamento realizado em dezembro do ano passado, o Pix já era utilizado por 70% dos brasileiros, com boa possibilidade de chegar a até 91% já nesta década.

Mais de mil brasileiros comentaram sobre a visão que eles têm do Pix

O estudo ouviu 1,5 mil brasileiros que tinham mais de 18 anos de idade e também acesso à Internet. Os resultados mostram que o sistema de pagamentos digital veio para ficar e ganhar terreno, como foi apontado por Roberto Moron, que é vice-presidente de inovação da Fiserv.

O executivo enfatizou o sucesso do Pix e que de fato os brasileiros aprovaram esse novo meio de pagamentos, mostrando que a economia brasileira é cada vez mais digital, o que de fato aponta para um crescimento econômico também relacionado à tecnologia. O Banco Central também já adicionou outras modalidades, como Pix Troco e Saque, além do Pix Internacional que será o próximo lançamento do órgão financeiro regulador.

Carteiras digitais devem evoluir nos próximos anos

Logo atrás do Pix, vamos presenciar uma expansão das carteiras digitais durante os próximos anos, enquanto a leitura de QR Code deverá ocupar a terceira posição. O crescimento dos novos pagamentos digitais deverá deixar para trás outros, que sem dúvidas vão ficar obsoletos.

Um dos métodos de pagamento que deverá sumir nos próximos anos é o cheque, que desde o início da série histórica em 1995 vêm contabilizando uma série de quedas em sequência. Até mesmo as transferências digitais que sucederam ao PIX, como TED e DOC, deverão ficar para trás, sendo que 27% dos brasileiros já acreditam que elas vão ser extintas nos próximos anos.

Moeda em espécie também pode estar com os dias contados no Brasil

Um em cada cinco brasileiros também projetam que os pagamentos em espécie devem desaparecer no país até a próxima década. Mesmo para os que ainda não apostam no fim do papel moeda, 57% dos brasileiros já programam que o dinheiro em espécie não vai mais ser o método de pagamento mais comum dos próximos anos.

25% dos entrevistados também não enxergam mais a necessidade de que vão precisar se deslocar para as casas lotéricas e agências bancárias no objetivo de realizar pagamentos essenciais. Por outro lado, a alavancagem de pagamentos com criptomoedas e WhatsApp provavelmente vai avançar mais rápido do que se imagina.

Por conta dos problemas e golpes relatados com o uso do Pix, o Banco Central acabou tendo de colocar algumas novas regras em vigor, tendo em conta que é preciso pensar sempre na segurança dos usuários em primeiro lugar.

Folha Sudoeste


Leia Este

Salário mínimo vai chegar a 1.294?

Salário mínimo vai chegar a 1.294?

A última previsão estima que em 2023 o Salário mínimo vai chegar a R$ 1.294, …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *